Visite a página inicial
hotéis, pousadas, albergues... passeios (city-tours, passeios de buggy, barco etc) e atrações turísticas (monumentos históricos, museus, teatros etc) informações sobre as praias de todo o litoral do Estado restaurantes, bares, pizzarias... shows, congressos, festas... saiba sobre a história, cultura e economia do Rio Grande do Norte

Matérias

Forró no nordeste


por Lilian Canen


Desde a origem do seu nome, o forró já gera controvérsia: alguns creditam o nome à um anglicismo proveniente da pronúncia do termo "for all”, que em inglês significa “para todos”, e é como eram chamados os bailes promovidos aos engenheiros ingleses e aos soldados americanos nos fins de semana, no início do século, e que tinham entrada liberada for all, principalmente nos estados de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Alagoas.

Outra versão, mais verossímil, apoiada por historiadores como Câmara Cascudo, é a de que Forró é derivado do termo africano “forrobodó”, que significa “divertimento pagodeiro”, “festa”, “bagunça”. Era uma festa que foi transformada em gênero musical, tal seu fascinio sobre as pessoas.

O que podemos afirmar é que este ritmo que nasceu no nordeste brasileiro, originado de influências africanas e européias, encanta pessoas de todas as idades e classes sociais, não só no Brasil, mas em todos os lugares do mundo.

No início, o Forró sofreu com o preconceito, por se tratar de um gênero de massas. Com o tempo, foi conquistando o público e saindo das periferias das cidades nordestinas e estabelecendo-se como ritmo predominante também nos bairros nobres das capitais.

São muitas as variações derivadas do forró original. A príncipio, conta-se que nasceu o baião. A falta de registros impede uma cronologia mais acertada, mas acredita-se que tenha sido em meados do século XIX.

Dele surgiram os ritmos distintos entre si: o xote, o xaxado, o coco, o vanerão e as quadrilhas juninas. Hoje em dia, é fácil identificar outras variações, tais como o forró malícia (com suas letras picantes ou com duplo sentido), o lambaforró e o oxentemusic. Estas últimas surgiram com influência da Lambada, e incorporaram ao forró um pouco do ritmo e passos da dança. Também elementos como guitarra elétrica, bateria e teclados (no lugar da sanfona) fazem parte destas vertentes mais modernas.

É uma festa originalmente da periferia que tomou conta de todo o Brasil e certamente possui um estilo adequado ao gosto de cada público e região do país. Nomes consagrados como Luiz Gonzaga, Genival Lacerda, Dominguinhos, Chiquinho do Acordeom, Jackson do Pandeiro, e Sivuca convivem em harmonia com os atuais Calcinha Preta, Mastruz com Leite, Frank Aguiar e Falamansa. Cada público encontra o forró que preferir, do baião e pé-de-serra ao oxentemusic.

Todas as idades são bem-vindas a um bom arrastapé! O Forró é um ritmo democrático, basta trazer o fôlego necessário para encarar as maratonas de dança e a animação e o entusiasmo para aproveitar o melhor da festa.

No Rio Grande do Norte, há várias casas de show especializadas em Forró, e também boates que disponibilizam espaço e até dedicam alguns dias da semana ao ritmo. Para encontrar a sua festa preferida, confira nosso canal "Divirta-se" e divirta-se!

Versão para impressão!
Envie esta matéria para um amigo!




Twitter do Nataltrip.com





O Projeto × Indique a um amigo × Mapa do Site × Dúvidas freqüentes × Fale com o Nataltrip.com

Nataltrip.com | Natal / RN - Brasil